6.6.12

Minha prece



Essa é mais uma noite de um dia sem você. Olho pro céu tendo esperança de que você pensará em mim esta noite, antes de dormir. Queria ter você comigo aqui e agora. Queria ter você comigo aqui e agora. Queria ter você comigo aqui e agora. Meu coração sussurra essas palavras incansavelmente, como um mantra. Tem uma música tocando ao fundo, num rádio velho no canto da sala. Imagino como a gente ficaria lindo dançando essa música aqui no meio da minha casa, suspiro repentinamente. Volto a olhar pro céu, acho que tem o teu sorriso desenhado naquelas estrelas. Sei lá, essas noites em que não te encontro são vazias e aí me encho de você. Tem você por toda parte, saio juntando tudo e deito abraçando minhas pernas. Volto a repetir aquelas palavras. Queria ter você comigo aqui e agora (...) Essa é a prece mais desesperadamente sincera que já entoei. 

Saudades, no plural.
Ao meu dengo.